A Fronteira – Guilherme Maia

0
93

Mais um livro da nossa literatura nacional que adorei, Guilherme Maia lançou seu segundo livro de forma independente, que mostra uma incrível evolução na sua escrita, que falo melhor durante a resenha, confiram.

Sinopse: Rute e Matias, mãe e filho, foram traídos. Agora eles vivem na escassez da pobreza e lutam pela sobrevivência. Mas uma oportunidade promete tirá-los do descaso. A fronteira entre Tijuana e San Diego será o caminho para a felicidade. É este o caminho que Matias escolheu. Ele só não sabia que não apenas sua coragem teria de ser posta à prova, mas também a sua própria vida.
Desafios. Prisão. Reencontros. Amor. Matias vai experimentar à força o que nunca provou. Cada passo dado é uma esperança de vida nova. E medo de quão próxima a morte pode estar.

Vamos conhecer o sofrimento de Rute e Matias, que foram enganados por Renan no começo da história, e já digo: Que sofrimento! Um ponto positivo para a obra, é que me comovi com toda a angustia apresentada pelo autor. Existe um momento que nossos protagonistas iram se separar, e quando lemos os perrengues que Matias irá passar, voltamos para o de Rute e não consegui deixar a emoção de lado entre as angustias vividas pelos personagens.

O que acontece é que Matias tem uma vontade muito grande de se mudar para o Estados Unidos, e, por ser demitido e com a ajuda de sua mãe, ele consegue essa oportunidade, mas a inocência e falta de conhecimento, Matias foi passado para trás. Do outro lado, temos sua mãe que não fica sabendo do ocorrido e pensa que algo terrível aconteceu com o filho, ela pode ter acertado uma parte, mas não imagina o que o filho está passando.

Sem deixar de citar que essa mulher terá que viver sozinha após a ida do filho para um outro país e mostrará para os leitores que é uma tremenda guerreira e luta pela sua sobrevivência. Eu não consegui mensurar quem sofreu mais. O livro nos apresenta também, vários outros núcleos de personagens e um deles é um personagem chamado Coiote que pelo amor de Deus, eu queria entrar no livro e mata-lo, até suas falas me irritavam.

Mas o foco principal do livro é nos mostrar os desafios que as pessoas enfrentam para atravessar a fronteira entre Tijuana e San Diego, tudo trazido pelo autor me trouxe à tona uma série de problemas que essas pessoas enfrentam de uma forma incrivelmente real, esse contexto o autor explorou com louvor e cumpri aquilo que ele quer apresentar com o livro.

Porém durante a leitura, ao se aproximar da reta final eu senti que a história poderia ser encurtada e partir logo para o fim, isso contribuiu para diminuir uma estrela no Skoob, mas talvez pode não atrapalhar outros leitores, outro detalhe foi o clima para o reencontro entre mãe e filho, que já achei esperado, além de já ser usado por exemplo em filmes. Mas não deixou de me agradar e me senti feliz em saber que é uma história de um autor nacional.

Eu li o físico, e está bem diagramado, onde os capítulos são curtos e seguidos sem pular para outra página, onde trouxe uma dinâmica excelente para o livro, tem 337 páginas e foi lançado de forma independente pelo autor, torço muito para que esse livro ganhe o mercado editorial brasileiro. Já li outro livro do autor e senti uma evolução incrível na escrita, principalmente na forma de passar o sentimento vivido pelos seus personagens. Dei 4/5 estrelas no Skoob, pois o livro cumpri com o que é proposto, porém não me agradou nos detalhes já citados. Mas a leitura ainda assim vale muito a pena.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here