A Filha da Floresta – Juliet Marillier Trilogia Sevenwaters # 1

0
576

A magia está em todos os lugares, basta você acreditar e abrir seu coração.

A filha da magia é um livro para quem gosta da velha e boa magia vinda das ilhas, sim, a Irlanda. Se você fechar os olhos e tiver boa imaginação poderá sentir o vento frio que sopra do mar. O verde da relva pode ficar impregnado nos seus olhos.

Sorcha a personagem principal carrega o peso de seu nascimento com amor e coragem. Ela não pode mudar seu destino é a sétima filha do sétimo filho. Tal sentença é um dom e uma maldição. Seus dons sobrenaturais a ajudam e confundem. Mas ao mesmo tempo lhe dão coragem para lutar e vencer.

O livro é muito bem ambientado, as descrições não cansam o leitor e tudo que este escrito ao logo de suas 600 páginas faz sentido e é necessário. Acredite-me, você vai ler sem perceber e no final, como encantado, vai pedir por mais como alguém com sede pede água.

Vida e morte se movem como na trama de um tear. Nada substitui a bela narrativa desse livro. Sempre que leio um livro mergulho no seu universo. É uma viagem sem malas. Lá me visto, como, ando, durmo com os personagens. Quero ir para Sevenwaters, província fictícia localizada na Antiga Irlanda, para conviver com Sorcha, Lian, Diarmid, Patriac, Cormack, Conor e Finbar.

Os dilemas humanos são os mesmo de ontem, hoje e sempre. Pena não termos o dom da visão, ou da profecia, de lermos mentes e dividirmos nossos pensamentos com aqueles que amamos. Se pudéssemos parar o tempo ou evitar que aqueles que amamos sofram ou morram. Sorcha cresceu cercada pelo carinho de uma família amorosa. Mesmo seu pai Lorde Colum, que se tornou soturno, após a morte da esposa, lhe é amoroso. Mas tudo muda com a chegada de Lady Oonagh. Ela é a nova esposa de seu pai.  É possível perceber que Sevenwaters nunca mais será a mesma.

Uma história bela, daquelas que podemos contar para nossos filhos antes de dormir. Um conto de fadas digno dos Irmãos Grimm. Bem, o livro é baseado no conto Os Seis Cisnes, dos Irmãos Grimm.

 Juliet Marillier  criou um mundo com feitiços e contrafeitiços, contanto com a proteção dos seres da floresta, de criaturas magicas e milenares.

Sorcha aos 12 anos se vê sozinha, e vai precisar lutar par salvar seu pai, totalmente enfeitiçado e seus irmãos. Apesar da idade ela tem maturidade e aprende muito ao longo de sua jornada pessoal. No entanto ela não esta sozinha, vai contar com a ajuda de Red, o bretão. Um personagem generoso e belo. Ele vai proteger Sorcha e nos oferecer momentos únicos ao lado de nossa jovem heroína.

A Filha da Floresta é o primeiro livro da Trilogia Sevenwaters. Apesar da ordem cronológica dos livros, eles têm historias independentes.  E mesmo com as comparações com a série Brumas de Avalon, é uma história cheia de magia, mas bem diferente.

Recomendo muito esse livro, agora é pegar o livro dois e continuar trilhando os caminhos da floresta.

Resenha de Nazarethe Fonseca, resenhista do Arca Literária

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here