A Bela e a Fera – Elizabeth Rudnick (Adaptação )

4
1459

Quem não conhece a história da Bela e a Fera? Acho muito difícil alguém que não conheça e não se encante com esse conto. Apesar de conhecer a história eu nunca tinha lido o conto e após a leitura, me apaixonei por essa história tão cativante.

 O livro que li foi a edição oficial do filme, que foi lançado nesse ano de 2017 e seu encanto já começa pela capa. A capa é linda e traz a imagem da Bela e da Fera dançando encantados um pelo outro, envoltos em um momento de emoção e magia. O livro é dividido em dezesseis capítulos, além do prólogo e epílogo. É uma história fascinante, pois nos apresenta a personagens fortes e muito humanos, cheios de incertezas, medos e defeitos como todos os seres humanos e entre o castelo do príncipe, a aldeia e a floresta é que o enredo se desenvolve.

 O príncipe é muito diferente dos príncipes que costumamos ver nos contos de fadas, é frio, indiferente, se apega as aparências, incapaz de um ato de bondade, chegando a ser desumano, tal qual uma fera, sendo esses os motivos do castigo que recebeu e da maldição que carrega. A sua falta de compaixão e incapacidade de um gesto de bondade arrasta não somente a si mesmo, mas também todo o seu castelo e as pessoas que convivem com ele para um destino cruel, cheio de dor e solidão.

Toda arrogância e antipatia presentes no príncipe transformou-o na fera, mas não somente ele, todos a sua volta foram obrigados a carregar essa maldição ao serem transformados em objetos vivos.

 Apesar do príncipe ser o único culpado por tal situação, nenhum deles demonstra raiva pelo príncipe, apesar de tudo os seus sentimentos são de apoio, dedicação e esperança, tanto por um dia terem conhecido o verdadeiro príncipe, uma criança cheia de amor no coração, tanto por saberem que somente ele seria capaz de acabar com o feitiço e isso somente aconteceria se o mesmo aprendesse a amar e fosse verdadeiramente amado, mesmo sendo uma fera. O príncipe teria que ser capaz de demonstrar que por baixo da aparência feroz, existe um coração bom e generoso.

 Bela é uma jovem cheia de sonhos que queria conhecer o mundo, morava com seu pai, um inventor gentil e bondoso em uma pequena aldeia, onde tentava através dos livros fugir da monotonia. Sentia-se um peixe fora d’água perto dos outros moradores da aldeia, pois, seus hábitos (inclusive de leitura) e sonhos diferentes dos demais moradores, afastava as pessoas e gerava comentários de pessoas maldosas. De certa forma, Bela também era rejeitada na aldeia onde morava, mas não por ser diferente fisicamente, a sua diferença estava em suas atitudes e desejos. E foi após uma das viagens do seu pai para vender as caixinhas de música que produzia, que o destino de Bela cruzou com a da Fera e a partir de então as suas vidas mudariam para sempre.

Um outro personagem muito importante é Gaston, um herói de guerra narcisista e cheio de orgulho, que tenta a todo custo conquistar e casar-se com Bela. No decorrer da história vemos que Gaston é mais do que orgulhoso e apaixonado por si próprio, Gaston se mostra sombrio e disposto as piores maldades para alcançar os seus objetivos.

 Gostei muito desse livro e o que mais me cativa nesse conto é que ele é mais do que um conto de amor, é uma história que fala em respeito às diferenças, em reconhecimento das qualidades de cada pessoa independente de padrões pré-definidos, enfim, é uma história muito real e atual, pois trata dos medos que muitos de nós temos mediante a uma sociedade tão avessa ao diferente, tão sedenta de beleza exterior e tão indiferente a beleza mais importante de todas, aquela que ninguém consegue ver, apenas sentir, aquela verdadeira beleza que encontra-se no coração de quem sabe amar sem julgar.

 Eu indico A Bela e a Fera para todos que gostam de se encantar com uma história de amor, amizade e dedicação.

signature

4 Comentários

  1. Ual! Olha, nunca gostei dessa história, porém, sua resenha bem estruturada está ótima e até me despertou o interesse em ler.
    Parabéns!!!

  2. Obrigada, Vanessa. Que bom que você já leu o livro, é uma história muito linda. Eu já conhecia a história (assim como todo mundo), mas foi a primeira vez que li o livro e amei.

  3. Lia, você é muito talentosa, A sua resenha é muito boa e condizente com o que lemos, já li esse livro e amei, e quando vi essa resenha fiquei com muita vontade de reler esse livro… Uma pessoa que consegue sentir e transmitir essa bela história merece todo o meu respeito, parabéns.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here