8 DE MARÇO – DIA INTERNACIONAL DA MULHER

1
576

 

Oi, amoras e amores! Hoje é um dia especial!!!

Estou lendo: A Arte da Guerra para Mulheres – Chin Ning Chu
Estou escutando: Hoje eu vou mudar – Vanusa

 

NENHUM DIREITO A MENOS. SÓ DIREITOS A MAIS!

“Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância.” Simone Beauvoir

Não só nessa data, mas especialmente nessa data, que estamos voltadas a comemorar mercadologicamente o dia internacional da mulher, gostaria de propor uma reflexão as minhas/meus colegas. O dia 8 de março é um dia de luta! Dia para lembrar das mulheres que não se renderam a cultura machista e patriarcal impregnada na sociedade, que lutaram e morreram lutando por um pouco mais de espaço e direitos para todas nós.

Direitos, que hoje parecem até inacreditáveis que alguém precisasse morrer para conquistar, como por exemplo: vestir calças, escolher nossos próprios companheiros, estudar, trabalhar, votar e ser votada. Não posso esquecer da liberdade sexual, porque sim, houve uma época em que você precisava casar virgem, não era uma escolha.

Temos que nos levantar sim, para comemorar o nosso dia e os avanços que alcançamos, mas não podemos nos acomodar, pois muito ainda temos que buscar, por isso devemos continuar lutando para garantir e ampliar nossos direitos. Para transformar nossas vidas e a sociedade.

Nós, mulheres, escritoras, trabalhadoras, mães, donas de casa, estudantes, de todas as idades, raças e orientação sexual, temos que exigir MAIS DIREITOS, NENHUM A MENOS. Para combater a desigualdade de gênero, temos que ser mais comprometidas e atuantes. Temos que estar presentes em todos os espaços dos quais desejamos atuar, porque não é o sexo que define nossa competência.

Para alcançar esse patamar é necessário nos dias atuais continuar lutando, não para poder vestir calças como no passado, mas para combater à violência machista, por uma geração de emprego e renda, por salários dignos de acordo com a função exercida, por uma jornada de trabalho que nos ofereça qualidade de vida e acima de tudo, REPEITO, IGUALDADE DE OPORTUNIDADE E DE ESCOLHAS, no que diz respeito a privacidade do seu corpo, da sua vida e do seu coração.

“O opressor não seria tão forte se não tivesse cúmplices entre os próprios oprimidos” Simone de Beauvoir

Beijo, bonitas! Parabéns pelo seu dia!

 

Simone Fraga

Autora
Para amar e proteger – Livro 1.0 – Minha pequena, Grande Mulher
Para amar e proteger – Livro 2.0 – Para sempre, minha pequena

facebook.com/fraga.simone
facebook.com/paraamareproteger
paraamareproteger.com
twitter.com/simone_fraga
instagram.com/fragasimone
skoob.com.br/usuario/971699
wattpad.com/user/SimoneFraga

Um comentário

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here