Alexia Road

0
624
  1. Fale-nos um pouco de você.

Meu nome é Alexia Freitas, mas meu pseudônimo é Alexia Road. Sou carioca, mas no momento estou em uma longa viagem por Ribeirão Preto.

Sou leitora e ficwriter desde 2009, encontrei na escrita o refúgio da minha própria realidade, onde posso controlar o meu mundo e por tudo aquilo que me faz feliz.
Sou uma viciada assumida e se não for parada, leio um livro atrás do outro, esquecendo-me até de comer ou dormir.
Também sou viciada em filmes e séries, vejo praticamente qualquer coisa, desde de que me sinta envolvida e fascinada.

  1. O que vc fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Trabalhei em uma livraria grande no Rio de Janeiro por um período de tempo e fiz alguns cursos técnicos também, na área de vendas e escrita.

Comecei a escrever aos 12 anos, e isto é um tipo de terapia para mim. Comecei nas fanfics pois era maluca por Twilight e depois comecei os meus originais. A inspiração veio de simplesmente querer construir algo que eu me identificasse e pudesse controlar. 

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

Acho que a construção da história no word/papel. Ter uma ideia é ótimo, pessoalmente fico super animada, mas vê-la tomando forma em palavras é um sentimento maravilhoso! É como apresentar aos outros alguém que só você conhece. 

  1. Você tem um cantinho especial para escrever? (envie-nos uma foto)

Não, meu lugar preferido é a minha cama. Mudo de posição 500 vezes. rsrs

  1. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Como comecei muito nova, já fiz diversas experiencias. Drama, Hot, Comédia…Porém sempre me mantive forte no Romance.

  1. Fale-nos um pouco sobre seu(s) livro(s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?


1Pois bem, tenho 6 livros.  Busco os títulos em algo dentro da história. Algo que possa descrever os capítulos como um todo. E os nomes dos protagonistas geralmente me veem a cabeça. 

“Os paradigmas de Amy” é o primeiro livro que lancei em modo físico e ebook pela editora pandorga. Ele conta a história da Amy que é uma mulher que vive em situações sociais bem perturbadoras. Ela é casada com Mark, que a violenta de diversas formas há anos e tudo se resume a como ela se sente e resolve esse problema. O despertar de que aquela realidade não é a única que existe, é bem intenso para ela.

“Céu Noturno” é um livro em parceria com dois outros autores, embarcarmos em uma comédia romântica que deu muito certo! A história é focada em Elizabeth, uma órfão que vive em New York e mora com o melhor amigo Doon, que era do mesmo internato que ela. Doon é um personagem super peculiar e escandaloso, um charme! E claro, tem o galã da história, que é o Christopher. Todo mundo pensa que ele vai virar a vida da Elizabeth de cabeça para baixo, mas é bem o contrário! Haha

“Dia dos namorados e noite dos solteiros!” é um conto que escrevi em homenagem ao dia dos namorados, também é uma comédia. Pela primeira vez escrevi uma história que se passa no Brasil e bem na minha 1cidade, o Rio de Janeiro.

Gwen tem uma melhor amiga daquelas bem doidas e as duas viajam pelo mundo a procura de diversidade cultural. Gwen aplica os aprendizados em espetáculos na Inglaterra, então precisa ser algo muito bem feito. Ela está pronta para passar uns bons meses no Rio de Janeiro, com a Avril e thãchan, seu namorado Isaac, que é um pé no saco.

A viagem é cercada de descobertas, amizades loucas e um cara que tira todo o seu fôlego! Haha

“Segundas Chances” é um romance que comecei há escrever há uns anos, porém só terminei o processo recentemente.

Tudo inicia-se pela história de vida de Maya, ela que tem um pai que é ex-militar e é extremamente alcoólatra. Para piorar, a mãe é uma perdida. Ela teve que se virar sozinha desde muito cedo e trabalha como garçonete para manter a casa que eles possuem.

Não é nada fácil para ela, já que o pai fica cada vez mais agressivo.

Ela sente a ausência de Joseph, seu irmão mais velho e e pergunta-se como realmente foi a sua morte.

E do outro lado, temos Adrian, que sofreu nas mãos da vida desde muito cedo e já perambulou pelos caminhos mais tortos…Drogas, assaltos, bocas de fumo…Tudo era conhecido para ele, até o dia que ele decide que essa vida miserável não é a única que ele pode ter.

1Juntos eles enfrentam a jornada de ajudar um ao outro e a si mesmos.

“Além do tempo” foi o primeiro romance que concluí, digo que amadureci conforme fui escrevendo a história dessas famílias.

Tudo gira em torno de 6 adolescentes que pertencem a famílias poderosas da Inglaterra, todo esse poder vem de gerações atrás por conta da empresa que Stone e Clarke possuem em conjunto. Há festas, bebidas, muito dinheiro e tudo seria perfeito, se não houvesse a sombra constante de um terrível acidente.

Eles cuidam um dos outros, se divertem e claro, se apaixonam. O processo da adolescência para fase adulta é algo que muitas vezes pode ser inesperado e doloroso, chega a hora de cada um deles tomar decisões grandiosas e todos sabemos que não é algo fácil.

“Meu personal trainer” é um pequeno, primeiramente foi escrito como conto e depois fiz algumas alterações.1 Foi um projeto em parceria e trata-se de um romance entre a esposa de um pintor com seu personal Trainer.

Stella é uma mulher refinada e um tanto quanto interesseira, ela não ama seu marido e muito menos ele a ama. Os dois vivem em um relacionamento por conveniência e Stella jamais tinha se incomodado com isso antes, até Dean aparecer.

A atração dos dois é tão forte que tudo que Stella pensava querer, tonar-se duvidoso. 

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

Depende. Geralmente sobre o local que o livro se passa, os pontos mais turísticos, a comida, moeda, linguagem…

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Não, sempre tive ideias muito pessoais . Mesmo quando escrevia fanfcs, o universo era meu. Só utilizava os nomes de alguns personagens e hoje em dia, que só escrevo originais, é tudo realmente exclusivo rsrs

A única coisa que me inspira é a garra de muitos autores para ter o trabalho reconhecido, autor nacional principalmente! É uma luta a cada dia rsrs

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

Até hoje só tentei publicar em modo físico um livro, que foi “Os paradigmas de Amy”, então não tive dificuldades nessa parte.

O resto deles está no Wattpad e pretendo deixar por lá até ter outros planos. 1

  1. O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

 Ótimo! Estamos lutando por espaço, lutando por leitores e mostrando que também merecemos atenção. É bom que cada vez mais autores estejam mostrando seus trabalhos. 

  1. Recentemente surgiram várias pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

Acho importante. Em qualquer país você encontrará livros bons e ruins, não é a questão do país em si e sim das pessoas. Qualidade é um termo complicado, pois cada um tem seu padrão, então o que é bom para mim, pode não ser para você.

Acho ótimo a quantidade de material que vem saindo, assim todo o público tem um leque grande de escolha.  O importante é ler e cada um tem que ler o que bem entende.

  1. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?1

Não é vantajoso para ninguém, eu como autora, amo ver meu livro em promoção, pois sei que fica mais acessível. Porém, o custo de produção de um livro nacional não é baixo, ainda mais de editoras com padrões altos.

  1. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

Face a Face com o perigo da Ely Martins! Amo demais os livros dela e esse principalmente. Sempre vou atrás dela para dizer o quanto adoro rsrsrs 

  1. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da musica + cantor)

Os paradigmas de Amy: Evanescence + My heart is broken.

Céu Noturno: I won’t give up – Jason mraz

Além do tempo: Rick Martin- Livin’la Vida Louca.

  1. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

Sim. Extraordinário! Quanta coisa eu aprendi!

  1. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Sim. Tenho 2 livros em andamento, que espero estar chegando para os meus leitores ainda esse ano e mais umas 3 ideias que já tenho pretensão de mexer.

Todos romances, mas de gêneros variados! Hot, drama e comédia. Rs

  1. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Com certeza! Espero ansiosamente. Amo opiniões e até mesmo críticas desde de que sejam construtivas. Quando estou em dúvida se vale a pena ou não comprar um livro, sempre dou uma espiada nos blogs, é ótimo ver opiniões variadas.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

Megan Maxwell!

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

Para um escritor? É muito subjetivo. Mas, para mim, é olhar o próprio trabalho e me sentir satisfeita com ele.

São dias, meses e muitas vezes, anos até concluir uma história, o que me deixa saltitante é reler aquilo tudo que escrevi e sentir que fiz um bom trabalho!

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Muito obrigada por acompanharem as entrevistas e estejam de olho na literatura nacional, existem livros sensacionais por aqui!

Para os iniciantes nessa aventura, recomendo muita paciência e determinação. É preciso saber o que está escrevendo, é preciso ter identidade e também visão. Não foque perfeição, não foque em agradar a todos! Divirta-se escrevendo e entre nesse meio com amor pelo que você faz.

Muito obrigada pela entrevista, adorei!

Links dos livros: https://www.wattpad.com/user/lexiifreitas

Meu site: http://alexiaroad.wixsite.com/historiasememorias

Os paradigmas de Amy, Amazon: https://www.amazon.com.br/Os-Paradigmas-Amy-Alexia-Road/dp/858442170X

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here