1971 – No auge da repressão – Reinoldo Atem

0
661

O poeta Reinoldo Atem nos apresenta “1971 – No auge da repressão”, publicado pela Editora Inverso. O livro possui 80 páginas e sua segunda edição foi distribuída no ano de 2014. É ambientado no período em que o Brasil vivia sob o domínio do regime militar.

Sobre a obra, pode-se fazer algumas considerações:

*É uma mistura de gêneros literários, e por isso mesmo não pode ser classificado em nenhum deles. A forma como o enredo se desenvolve abre espaço para que diferentes estilos se mostrem presentes.

*Essa mistura dá um tom especial, fazendo com que o(a) leitor(a) experimente a oportunidade de vivenciar de múltiplas formas a mensagem que o conteúdo escrito traz.

*O autor nos mostra um quadro de medo, angústia, desespero, um poço sem fim.

*Existe profundo embate entre o sistema vigente, com suas mazelas, exigências, pressões e o individuo, que contra sua própria vontade precisa ceder.

*Não é uma leitura cansativa, difícil. É uma forma diferente de se apresentar fatos de determinado período.

*A depender da ótica de quem está lendo, o livro pode trazer respostas ou não. Uma obra não precisa ser redondinha, com começo, meio e fim para ser compreensível.

 

signature

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here